1

Empresa Treinamento Publicações Orbis Tlon Download Dicionário Home Aluno Cadastro
O quê?
Treinamento
Cursos
MEIs
Workshops
Congressos e Seminários
Palestras
Download
Informação
Tecnologia
Empresa
Fale Conosco
Em quê?
Para quem?

Modelos de workshops e Academias Uqbar

A Uqbar oferece vários workshops abertos ao longo do ano assim como modelos possíveis de workshops in-house e Academias.

Por favor veja o calendário de eventos abertos para saber quando será o próximo.

 

WORKSHOPS IN-HOUSE 

Workshop 1 - Fundos de Investimento Imobiliário

Workshop 2 - Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC)

Workshop 3 - Títulos de Crédito

Workshop 4 - Securitização de Ativos Financeiros

Workshop 5 - Modelagem de Operações de Securitização

Workshop 6 - Critérios de Avaliação de Riscos nos Investimentos em Títulos de Securitização

Workshop 7 - Securitização de Recebíveis Imobiliários

ACADEMIAS IN-HOUSE 

Academia de Securitização Uqbar

Academia Imobiliária Uqbar

Workshop 1 - Fundos de Investimento Imobiliário
O workshop tem uma carga horária total de 8 horas, ministradas em um dia.


Programa

  1. Introdução
    Breve histórico da indústria de fundos de investimento imobiliário, incluindo mudanças recentes trazidas pelar nova regulamentação e legislação. Contextualização com dados do mercado.


  2. Conceitos Básicos
    Estudo dos conceitos básicos relacionados aos Fundos de Investimento Imobiliário. Visa responder as seguintes perguntas: Quais tipos de ativo são permitidos para estes fundos? Existem diferenças entre as classes de cotas que FII podem emitir? Como são regulamentados? Quais os principais participantes?


  3. Estruturação
    Análise dos principais aspectos estruturais por tipo e finalidade de fundo. Considerações tributárias e jurídicas. Apresentação de exemplos de operações realizadas no mercado nacional.


  4. Visão do Investidor
    Análise de risco e benefícios relacionados a investimentos em cotas de fundos imobiliários. Estudo da metodologia de cálculo de rentabilidade destes fundos, incluindo considerações tributárias.


  5. Futuro Próximo
    Considerações sobre o atual estágio de desenvolvimento do mercado de fundos imobiliários e o futuro próximo (evoluções esperadas com relação a regulamentação, perfil de investidores, intermediários, etc.).


Workshop 2 - Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC)
O workshop tem uma carga horária total de 8 horas, ministradas em um dia.


Programa

  1. Mudança no Modelo de Intermediação Financeira
    Reflexões sobre o modelo clássico da intermediação financeira e o novo modelo proporcionado pela tecnologia da securitização através de FIDC, no qual o mercado de capitais exerce um papel fundamental no financiamento dos mais diversos ativos financeiros.


  2. Estrutura Básica
    Análise da estrutura de uma operação de securitização através de um FIDC, principais participantes e suas funções: Originação; Transferência de Ativos; Estruturação dos Títulos; Classificação dos Títulos; Emissão dos Títulos; Administração; Remuneração dos Investidores; Liquidação.


  3. Tipos de FIDC
    Análise dos diversos tipos de estruturas envolvendo FIDC e FIDC Não Padronizados. Dentre as estruturas a serem estudadas estão aquelas que têm como objetivo financiar um conjunto de fornecedores de uma empresa ou um conjunto de empresas de um mesmo grupo.


  4. Riscos
    Análise dos principais riscos associados ao processo de securitização através de FIDC, em duas partes: 1.Critérios utilizados pelas agências classificadoras de risco
    2.Visão do investidor.
    Será estudada a relação entre reforço de crédito (principalmente subordinação) e o "rating" atribuído pelas agências, incluindo um exemplo numérico simplificado.


  5. Estudo de Casos
    Para ilustrar os conceitos anteriores, serão utilizados casos de importantes operações de FIDC realizadas no mercado brasileiro.


Workshop 3 - Títulos de Crédito
O workshop tem uma carga horária total de 12 horas, ministradas em um dia e meio.


Programa

Os títulos de crédito estudados são:

Cédulas

  • Cédula de Crédito Bancário – CCB

  • Cédula de Crédito Imobiliário – CCI

  • Cédula de Produto Rural – CPR

Certificados

  • Certificado de Cédula de Crédito Bancário – CCCB

  • Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio - CDCA

  • Certificado de Recebíveis do Agronegócio - CRA
  • Certificado de Recebíveis Imobiliários – CRI

  1. Conceitos Básicos
    Estudo dos conceitos básicos relacionados aos títulos de crédito. Visa responder as seguintes perguntas: O que são títulos de crédito? Quais as suas principais características? Quais as partes envolvidas? Como são regulamentados? São valores mobiliários? Diferença entre cédula e certificado.
    Contextualização com dados do mercado de crédito e destes títulos.

  2. Estrutura de Emissão
    Análise do processo de emissão de títulos de crédito, inclui o estudo do fluxo operacional, os principais participantes e suas funções.

  3. Análise Comparativa
    Estudo das principais vantagens e desvantagens destes títulos. Comparação com os títulos de securitização (Cotas de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios e CRI).

  4. Noções sobre os Riscos
    Análise dos principais riscos associados a estes títulos. O risco será abordado a partir das seguintes perspectivas: das agências de classificação de risco, do investidor e do emissor.

  5. Estudo de Casos
    Para ilustrar os conceitos anteriores, serão realizadas análises de operações envolvendo títulos de crédito e operações de securitização.

 

Workshop 4 - Securitização de Ativos Financeiros
O workshop tem uma carga horária total de 8 horas, ministradas em um dia.


Programa

  1. Mudança no Modelo de Intermediação Financeira
    Reflexões sobre o modelo clássico da intermediação financeira e o novo modelo proporcionado pela tecnologia da securitização, no qual o mercado de capitais exerce um papel fundamental no financiamento dos mais diversos ativos financeiros.


  2. Estrutura Básica da Securitização
    Análise da estrutura de securitização, principais participantes e suas funções: Originação; Seleção; Escolha da Entidade Emissora; Transferência de Ativos; Estruturação dos Títulos; Classificação dos Títulos; Emissão dos Títulos; Administração; Remuneração dos Investidores; Liquidação. Será dada ênfase aos diferentes tipos de entidades emissoras disponíveis no Brasil e aos importantes conceitos de isolamento de ativos e reforço de crédito.


  3. Estudo das Entidades Emissoras
    Análise dos principais pontos da regulamentação das instituições autorizadas a emitir títulos de securitização no Brasil, com ênfase nos Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC´s ou Fundos de Recebíveis) e nas Companhias Securitizadoras de Créditos Imobiliários (CSCI).


  4. Noções sobre os Riscos da Securitização
    Análise dos principais riscos associados ao processo de securitização, em duas partes:
    1.Critérios utilizados pelas agências classificadoras de risco
    2.Visão do investidor.
    Será estudada a relação entre reforço de crédito (principalmente subordinação) e o "rating" atribuído pelas agências, incluindo um exemplo numérico simplificado.


  5. Estudo de Caso
    Para ilustrar os conceitos anteriores, será utilizado um estudo de caso de uma operação importante no mercado brasileiro.

 

Workshop 5 - Modelagem de Operações de Securitização
Este workshop introduz uma novidade importante com o uso de um software específico idealizado para auxiliar na modelagem de operações de securitização. É um workshop de um cunho mais prático, focado nos participantes do mercado que atuam no dia a dia destas operações.

O workshop tem uma carga horária total de 8 horas, ministradas em um dia.


Programa

  1. Elementos Estruturais
    Análise dos principais elementos estruturais de operações de securitização, incluindo regras de elegibilidade, eventos de liquidação, eventos de avaliação, reforço de crédito, remodelagem de fluxo de caixa e estratégia de compra de ativos. Engenharia reversa de um Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) lançado recentemente no mercado.


  2. A Relação Estrutura x Risco
    Estudo das dependências entre elementos estruturais e os diversos riscos. Formas de mitigação de riscos de inadimplência, concentração, commingling, descasamento de taxas e diluição, através de elementos estruturais. Visão das agências de classificação de risco.


  3. Modelando um FIDC
    Modelagem de uma operação de securitização via FIDC, através do uso de software específico. A ferramenta permitirá aos participantes realizar um grande número de simulações com diferentes estruturas e parâmetros do ativo e do passivo da operação, incluindo escolha da estratégia de investimento em recebíveis (recompra ao longo do tempo), indexadores (como CDI futuro) e hipóteses para perdas na carteira.


Workshop 6 - Critérios de Avaliação de Riscos nos Investimentos em Títulos de Securitização

O workshop tem uma carga horária total de 4 horas.

  • O impacto do pré-pagamento no cálculo de retorno
  • Avaliação das estruturas, garantias e diversificação de riscos

    A análise de risco de instrumentos de securitização é consideravelmente diferente daquela utilizada para outros investimentos de renda fixa e, em determinados aspectos, mais complicada. Este Workshop apresenta os principais critérios usados pelas agências classificadoras de risco na atribuição de classificações para CRI´s e cotas de FIDC´s. Também é estudado o ponto de vista do investidor que compra esses títulos, apresentando-se os aspectos mais relevantes que podem alterar o retorno esperado, em especial a possibilidade de amortização antecipada (pré-pagamento).
    • Critérios das Agências Classificadoras: o que são e o que não são as classificações de risco de crédito, as diferenças entre o procedimento de classificação para debêntures e para títulos de securitização;
    • A visão do Investidor: riscos de mercado, riscos de crédito e riscos de estruturação;
    • Noções de precificação de títulos de securitização utilizando ferramentas de tecnologia da informação.

    Workshop 7 – Securitização de Recebíveis Imobiliários

    O workshop tem uma carga horária total de 12 horas, ministradas em um dia e meio.

     

    Programa

    1. Mudança no Modelo de Intermediação
      Reflexões sobre o modelo clássico da intermediação financeira imobiliária e o novo modelo proporcionado pela tecnologia da securitização, no qual o mercado de capitais exerce um papel fundamental no financiamento imobiliário. Estudo dos principais conceitos e inovações associados à tecnologia de securitização.

    2. Estrutura Básica da Securitização Imobiliária
      Análise de estruturas de securitização imobiliária, principais participantes e suas funções: Originação; Seleção; Escolha da Entidade Emissora; Transferência de Ativos; Estruturação dos Títulos; Classificação dos Títulos; Emissão dos Títulos; Administração; Remuneração dos Investidores; Liquidação.

    3. Estudo das Entidades Emissoras
      Análise dos principais tipos de entidade emissora para operações de securitização imobiliária: Companhias Securitizadoras de Créditos Imobiliários (CSCI) e os Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC ou Fundos de Recebíveis). Estudo das principais diferenças estruturais, jurídicas e regulamentares. Considerações práticas relacionadas a questões legais e tributárias, registro junto à CVM e custos..

    4. Elementos Estruturais
    • Estudo dos principais tipos de securitização imobiliária (“operações pulverizadas” vs. “operações corporativas”) – Operações lastreadas em:
      -contratos do Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI) e do Sistema Financeiro de Habitação (SFH);
      -contratos de aluguel built-to-suit;
      -contratos de sale lease-back;
      -contratos de concessão de direito real de superfície.
    • Identificação e análise das principais considerações jurídicas e tributárias de uma operação de securitização imobiliária, incluindo a cessão dos ativos do originador/cedente para a entidade emissora.
    • Análise dos principais riscos associados ao processo de securitização imobiliária. Estudo das principais técnicas de mitigação de risco e os critérios utilizados pelas agências de classificação para avaliar riscos em operações de securitização imobiliária.
    1. Estudo de Casos
      Casos práticos de operações realizadas no mercado brasileiro envolvendo os diferentes tipos de securitização imobiliária.
    2. Futuro do Mercado
      Considerações sobre o atual estágio de desenvolvimento do mercado de securitização imobiliária e o futuro próximo (evoluções esperadas com relações a regulamentação, perfil de investidores, intermediários, etc.).

    ACADEMIAS UQBAR

    As Academias Uqbar são eventos educacionais mais longos e detalhados que os Workshops, atendendo à demanda do mercado por um treinamento com maior tempo para assimilação e aprofundamento do conteúdo.

    Uma Academia cobre um assunto específico e corresponde a um treinamento intensivo, prático e teórico, visando transmitir conhecimento e dar ferramentas claras e diretas aos participantes.

    Os temas são abordados através de dinâmicas de grupo que possibilitam a assimilação e aprendizagem, capacitando os participantes a atuar com maior conhecimento neste mercado.

    As Academias são realizadas em hotéis resort, possibilitando a utilização de espaços diferenciados para um treinamento mais dinâmico, interativo, divertido e diferente. Para mais informações ver Metodologia.

     

    Academia Uqbar de Securittização

    Programa

    O objetivo é um treinamento focado e intensivo para transmitir conhecimento e dar ferramentas claras e diretas para os participantes do mercado que trabalham ou pretendem trabalhar com a tecnologia de securitização.

    O programa inclui os principais tópicos relacionados à securitização, tanto de ativos financeiros, de fluxo futuro e de recebíveis imobiliários.

    1. Mudança no Modelo de Intermediação Financeira

    Reflexões sobre o modelo clássico da intermediação financeira e o novo modelo proporcionado pela tecnologia da securitização, no qual o mercado de capitais exerce um papel fundamental no financiamento dos mais diversos ativos financeiros.

    2. Estruturas Básicas

    Análise das principais estruturas de operações de securitização, principais participantes e suas funções: Originação; Seleção; Escolha da Entidade Emissora; Transferência de Ativos; Estruturação dos Títulos; Classificação dos Títulos; Emissão dos Títulos; Administração; Remuneração dos Investidores; Liquidação. Será dada ênfase a três tipos de securitização: a de ativos financeiros, a de fluxo futuro e a de créditos imobiliários. Todas as estruturas serão exemplificadas com operações reais realizadas no mercado nacional.

    3. Entidades Emissoras

    Estudo dos principais pontos da regulamentação das instituições autorizadas a emitir títulos de securitização no Brasil, com ênfase nos Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC ou Fundos de Recebíveis) e nas Companhias Securitizadoras de Créditos Imobiliários (CSCI).

    4. Questões Estruturais e Operacionais

    Análise de questões diretamente relacionadas à estruturação das operações como procedimento de medição e coleta dos recebíveis, tamanho e prazo da emissão, flutuações no fluxo de caixa e o risco de amortização antecipada. Serão estudados os principais tipos de gatilhos de proteção e de reforços de crédito e liquidez utilizados nas operações realizadas no país.

    5. Securitização de créditos futuros

    Aprofundamento de análise estrutural e jurídica para as operações lastreadas no direito de recebimento de fluxos de caixa no futuro. Principais diferenças entre securitização de ativos financeiros e de fluxo futuro .

    6. Securitização Imobiliária

    Aprofundamento na análise estrutural e jurídica dos principais tipos de securitização imobiliária (“operações pulverizadas” vs. “operações corporativas”). Estudo de operações lastreadas em: contratos do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) e do Sistema Financeiro de Habitação (SFH); contratos de aluguel built-tosuit; contratos de “sale lease-back”; contratos de concessão de direito real de superfície.

    7. Riscos e suas implicações na avaliação de títulos de securitização

    Estudo dos principais riscos associados ao processo de securitização. O estudo inclui: a diferenciação na análise de risco entre operações de securitização de ativos financeiros e de fluxo futuro; os critérios utilizados pelas agências classificadoras de risco; a visão do investido; a relação entre reforço de crédito e a classificação de risco atribuído pelas agências, incluindo um exemplo numérico simplificado.

    8. Modelagem

    Estudo, através da engenharia reversa de uma operação realizada no mercado nacional, das dependências entre elementos estruturais e os diversos riscos. Formas de mitigação de riscos de inadimplência, concentração, descasamento de taxas e diluição, através de elementos estruturais. Visão das agências de classificação de risco.

    Modelagem de uma operação de securitização via FIDC, através do uso de software específico. A ferramenta permitirá aos participantes realizar um grande número de simulações com diferentes estruturas e parâmetros do ativo e do passivo da operação, incluindo escolha da estratégia de investimento em recebíveis (recompra ao longo do tempo), indexadores (como CDI futuro) e hipóteses para perdas na carteira.

     

    Academia Imobiliária Uqbar

    Programa

    A Academia Imobiliária concentra suas atenções nas alternativas de financiamento via mercado de capitais. Logo, seu programa estar voltado ao estudo dos veículos financeiros e os respectivos títulos de crédito que, direta ou indiretamente, viabilizam a captação de recursos:

  • Fundos de Investimento Imobiliário (FII) 
  •  Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (dedicados a investimento em créditos      Imobiliários) (FIDC Imobiliários) 
  • Cédulas de Crédito Imobiliário (CCI)
  • Companhias Securitizadoras de Créditos Imobiliários (CSCI)
  • Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI)
  • Cédulas de Crédito Bancário (CCB)

    O estudo inclui:

  • a análise de riscos e benefícios da perspectiva do investidor, incluindo o estudo da metodologia de cálculo de     rentabilidade dos fundos de investimentos e dos títulos de crédito lastreado em crédito imobiliário e     considerações tributárias;  
  • a compreensão do marco jurídico-regulamentar para essas operações;
  • a análise dos principais aspectos estruturais, por tipo e finalidade de operação, enriquecido com a apresentação de casos práticos do mercado brasileiro. 

     

    Para obter maiores informações sobre os diferentes workshops ou Academias e como eles poderiam ser adaptados para as suas necessidades, por favor fale conosco ou ligue para (21) 2529 2925.
     

    Clique para ver alguns depoimentos de alunos dos eventos Uqbar, algumas instituições que apoiam os eventos da Uqbar e algumas instituições que enviaram seus profissionais aos eventos da Uqbar.


    Voltar

  •  
    Fale Conosco Feedback Suporte Termos e Condições Recomende Mapa
    ©2003 Uqbar. Todos os direitos reservados